VIAGEM

Roteiro Chapada dos Veadeiros

Março 20, 2020
cachoeira santa bárbara, alto paraíso de goias

Yey meu primeiro post de viagem por aqui, hoje trouxe Roteiro Chapada dos Veadeiros, uma das minhas últimas viagens que fiz.

Hey amores, já tinha um tempo que pensava em conhecer a Chapada dos Veadeiros. Mas agora no carnaval consegui pegar alguns dias então não pensei duas vezes para definir a Chapada como destino.
Aproveitei que precisaria estar em Goiânia para o casamento do meu irmão, aluguei um carro e segui dali para Alto Paraíso de Goiás.

A viagem atendeu TOTALMENTE minhas expectativas e quero aproveitar para deixar o meu Roteiro Chapada dos Veadeiros com todas as dicas ainda estão fresquinhas na memorias para deixar aqui para vocês.

Leia também: Looks Para Praia

ALTO PARAÍSO, SÃO JORGE OU CAVALCANTE?

Quando estamos criando o meu Roteiro Chapada dos Veadeiros, a primeira coisa que vem na cabeça é Onde ficar na Chapada dos Veadeiros? Antes de responder a sua dúvida, você pode hospedar-se em 3 cidades diferentes: Alto Paraíso, São Jorge e Cavalcante.

SÃO JORGE

A vila de São Jorge é uma ótima opção para quem gosta de agitação noturna. Apesar de pequena a vila tem um ou dois lugares que tocam forró a noite e as ruas são bastante movimentadas e repleta de gente.
Falando da infraestrutura, São Jorge é um pouco mais rústico, não conta com posto de gasolina por exemplo, porém tem bons restaurantes.

Em relação aos passeios, se você for visitar o Parque da Chapada, São Jorge fica bem mais próximo. Mas se seu foco são outras cachoeiras, você não precisa se prender em qual cidade tem que estar, baixa ver qual é mais a sua vibe.

Eu apenas passei pela vila de São Jorge para almoçar e para comprar tickets para algum passeio, a vila é super simples mas uma gracinha.

CAVALCANTE

Cavalcante é a casa da cachoeira mais famosa da chapada dos veadeiros: A Cachoeira Santa Barbara.
Por isso muitas pessoas cogitam em ficar por lá, mas acredito que só vale a pena se o seu foco for para conhecer as cachoeiras próximas da região de Cavalcante – que por sinal fiquei sabendo que são lindíssimas. Para uma primeira vez eu indicaria Alto ou São Jorge.

ALTO PARAÍSO

Por fim nossa escolha: Alto Paraíso, vou contar abaixo o motivo de termos escolhidos a cidade de Alto.

Alto Paraíso, é aquela tipica cidade do interior, portanto segue a linha calma e silenciosa sem muito “auê”. O lugar traz bastante tranquilidade e vamos dizer que você tem “tudo a mão”.
Falando da infraestrutura, tem posto de gasolina, lojas, diversos supermercados e uma boa quantidade de restaurantes.

PRECISA DE CARRO?

Em relação aos passeios, praticamente todas as cachoeiras necessitam de carro. Então você precisará de um carro, sendo alugado ou sendo com alguma empresa de passeios.

MINHA OPINIÃO SOBRE ALTO

Eu amei minha escolha de ficar em Alto, porém tenho uma amiga que ficou em um camping afastado da cidade para ver estrelas. Confesso que se eu fosse numa próxima vez cogitaria sim ficar em um camping, mas quem vai numa primeira vez vai gostar bastante de Alto.

A distância entre São Jorge e Alto Paraíso são de 40 km, eu até anotei umas dicas de onde jantar em São Jorge mas depois de um dia cheio de trilha e banho de cachoeiras, enfrentar 40 km só para ir jantar estava fora de cogitação.

Por fim se você estiver com tempo sobrando, você também pode dividir a estadia ficando um pouco em cada cidade, pra poder sentir de verdade um pouco das duas.

ONDE SE HOSPEDAR

Em Alto Paraíso vocês sem dúvida irão encontrar diferentes tipos  de pousadas, entre bem simples, como acomodações e hostels até pousadas com mais “luxo”.

A escolha de fato irá muito do seu bolso, eu sempre procuro levar em consideração, se a pousada é confortável, se o café da manha é bom, esses detalhes fazem a diferença.

Booking.com

Bom eu estava em duvida entre a Pousada Maya e a Pousada Casa da Lua, as duas são umas das mais legais da cidade. Consequentemente são um pouco mais caras, acrescente ai um valor extra pois fomos na semana do carnaval!

POUSADA CASA DA LUA

A minha primeira opção era a Pousada Casa da Lua e sem dúvida fiquei contente em conseguir reservas para essa data.
A pousada é bem intimista, conta com 8 suítes, em seguida acabei descobrindo que ali morava um casal que acabou se separando e a esposa ficou com a casa e resolveu transforma-la em uma pousada. Por fim falando sobre a infraestrutura da pousada, tem um quintal com um gramado enorme e várias referências a coisas místicas, vou confessar que foi a parte que mais amei, que delicia acordar e ir tomar um solzinho naquele gramado com o som das araras pelo céu.

pousada casa da lua chapada dos veadeiros
Um dos espelhos enormes que tem no jardim, todo dia um clique diferente.

INFRAESTRUTURA

A pousada é bem completa conta com piscina aquecida (que não aquece rss!), jacuzzi (tem que agendar horário pra eles prepararem pra vocês). O quarto não é enorme mas bem divido.

O wifi não chega nos quartos (não se iluda rs!), o café da manha é BEM gostoso. Uma coisa que achei prático é que eles oferecem um “kit lanche da trilha” acho que R$ 7,90. Nesse kit vem um suco, uma fruta e um lanche que você pode escolher qual tipo de frios você quer. Nós pegamos todos os dias e super valeu a pena.

A pousada ainda tem uma sala enorme, com muitos livros e revistas, por isso eu adorava sentar la a noite e ficar descansando atualizando as redes sociais. Anota a dica: próximo da recepção é o melhor ponto para captar o sinal do wifi.

A pousada tem um mascote, um golden velhinho que é a coisa mais fofa me apaixonei por ele.

pousada casa da lua chapada dos veadeiros
Nosso companheiro dos cafés da manhã

Em questão de localização, ela até que é perto do centrinho porém sem condição ir a pé de noite, a não ser que você queira caçar ETs.

No todo eu amei ficar nessa pousada e se fosse pra Alto Paraíso ela seria minha primeira opção novamente.

pousada casa da lua chapada dos veadeiros
Entrada pra recepção da Casa da Lua

PRECISA DE GUIA?

Depois de vivenciar a Chapada com guia, quero muito deixar o alerta: Sim, contratem um guia!
Vou listar alguns motivos pelos quais valeu a pena:

  • O guia conhece a história dos lugares que vocês irão passar sendo assim o passeio fica muito mais rico em informação;
  • No caso de cachoeiras, nem todas as trilhas são fáceis, por isso eu digo que é até fácil você se de perder;
  • Para quem vai em época de tromba d’água sem dúvida precisa de um guia, pois ele já tem “a manhã” de saber se é arriscado ou não continuar na água;
  • Geralmente eles tem um curso de primeiros socorros e de bombeiros, ou seja, se acontecer alguma coisa você pode contar com o apoio do mesmo;
  • Ainda falando de cachoeiras, ele vai saber aonde você pode pular ou não, evitando assim qualquer acidente causado por quem não conhece a região;
  • Por fim ele vai saber em quais pontos legais pra tirar fotos iradas.
Nossa turma e nosso guia Uriel

Os benefícios não acabam ai, se você pegar um guia legal você vai viver experiências bem bacanas. Mas não esqueça de pesquisar sobre o seu guia para que tudo isso seja proporcionado.
No meu caso, eu peguei o contato do guia com a própria pousada e eles me indicaram o Uriel (@urielguiadachapada)
Saí de SP com tudo agendado com ele pelo whats, dessa forma ficou muito mais organizado o nosso roteiro.
Nós passamos 5 dias com o Uri e e posso dizer que indico de olhos fechados, ele é super gente boa, divertido e conhece muito da chapada, até por que ele nasceu la.

VALORES DO GUIA

A média da diária dos guia é de R$ 150/200 reais até duas pessoas. Eu confesso que tinha minhas dúvidas quanto a contratar ou não o guia. Mas se você não puder que ele te acompanhe em todos os passeios. Escolha pelo menos um ou dois assim vocês conseguem comparar como funciona um dia de passeio com o guia.

Em todos os passeios nos aprendemos muito por cada lugar que passamos e ele foi um super companheiro.

ONDE COMERALMOÇO

Separei o almoço e o jantar, pois o local do almoço depende muito de qual cachoeira você irá conhecer. Sendo assim você irá almoçar no local mais próximo da cachoeira que você estiver visitando.

As refeições nos dias de passeio funcionam assim: Em quase toda cachoeira, tem um “ponto de apoio”. Esse ponto de apoio, geralmente é a casa dos moradores da região. Portanto, muitas das vezes a renda da casa vem do almoço servido e preparado para o turista.
O valor do almoço por pessoa é de +/- R$ 30.00 e você pode comer a vontade.

A maioria dos ingredientes da comida são plantados no próprio quintal dos moradores 🥕. A comida é simples, sem frescura porem com muito tempero e carinho! Então é surreal a diferença e o sabor que a comida dessas comunidades tem!

O almoço geralmente é as 15:00/15:30 depende da cachoeira. Por isso é importante levar sempre o lanche porque você vai ficar com fome antes do almoço.

Além da comida ser maravilhosa, adorei ter essa experiência e poder conhecer essas pessoas. Elas sempre nos recebiam tão bem e com um sorriso no rosto. Acima de tudo me senti feliz e grata por vivenciar isso.

RESTAURANTES QUE COMEMOS

Alguns dos lugares que comemos:

  • Rancho do Seu Valdomiro;
  • Comunidade quilombola (fica próximo a cachoeira de santa barbara);
  • Dona Eneuza;
  • Moinho.
comida no engenho, chapada dos veadeiros
eee trem bão comida caseira

ONDE COMERJANTAR

Acho que a gente explorou pouco essa parte gastronômica na hora de jantar.
Isso porque a gente almoçava tarde (por volta das 15:00) e a comida é bem pesada.
Então voltamos SUPER SATISFEITOS, sendo assim era complicado sair pra jantar 🤣

Porém vou indicar dois lugares que fomos e gostamos.

ALDEIA

O Aldeia foi uma surpresa muito bacana pra gente. Quando chegamos achamos divertida a cozinha do restaurante que fica dentro de um trailler.
Desde a recepção calorosa da atendente, até o ambiente super gostoso com seus bancos e mesas de madeira, iluminação baixa e música agradável.

restaurante aldeia chapada dos veadeiros

Para fechar com chave de ouro e principalmente, a comida que é divina! Apesar de ter poucas opções os pratos são super elaboras e eu comeria tudo que tem disponível no cardápio.
Comi um filet au poivre com fritas perfeitamente delicioso. Se você der uma passadinha por lá, certamente precisa comer o mousse de chocolate é um dos melhores que já comi.
Dos que eu visitei foi o meu favorito, tanto que voltei pra comer uma massa com ossobuco.

JAMBALAYA

O jambalaya é um restaurante badaladinho de Alto. As mesas ficam fora do restaurante como se fosse servido em um grande jardim.

restaurante jambalaya
O ambiente super gracinha do Jambalaya

O cardápio eu diria que é bem eclético e criações bem autênticas. Comi um peixe com crosta de castanhas + manga, combinação bem diferente mas estava gostosa.
A carta de vinho é enorme e atende a todos os bolsos.
No todo acho que vale mais pelo lugar que é lindo.

jambalaya
Peixe com crosta de castanha + manga

ROTEIRO CHAPADA DOS VEADEIROS

Quando comecei a pesquisar sobre a chapada não imaginava a quantidade de passeios que davam pra fazer! Se você ficar um mês na chapada, você conseguirá visitar uma cachoeira nova a cada dia – serio!

Para a nossa primeira vez, nós resolvemos conhecer as cachoeiras mais famosas. Vou listar abaixo nosso roteiro e as 5 cachoeiras que conhecemos.

DIA 1 CACHOEIRA SANTA BÁRBARA

Para chegar na cachoeira Santa Barbara, é preciso se deslocar para a cidade de Cavalcante. A cidade Cavalcante fica a 70 km de distância de Alto Paraíso, então o ideal é sair bem cedo.
A Cachoeira Santa Bárbara foi uma das principais responsáveis pela popularidade da Chapada dos Veadeiros, por conta da sua cor de água azul turquesa.

Para acessar a cachoeira, primeiro você tem que comprar o ticket de entrada (que custa R$ 20,00 por pessoa) na comunidade quilombola. Em seguida você segue com seu carro até um local especifico onde é necessário descer do carro e combinar a descida em um 4×4 do pessoal da comunidade. É cobrado R$ 10.00 por pessoa – ida e volta.

cachoeira santa barbara goias

Depois desse trajeto de carro, tem um trajeto de 1.8 km de trilha (nível médio). A trilha tem algumas dificuldades como passar por um rio segurando uma corda, pura emoção.

Chegando na cachoeira você tem um tempo determinado pra ficar lá dentro. Acho que eh 1:30 ou 2:00, mas como chegamos no primeiro grupo acabamos ficando um pouco mais.

Já ouvi pessoas dizerem que não vale a pena pois é muito cansativo e longe. Mas acho que foi uma das cachoeiras mais bonitas que já vi na vida. A sua cor azul é linda ainda mais quando bate um raio de sol no poço. Pra mim valeu o esforço, eu sempre acho que o meio faz parte do final então eu me diverti do começo ao fim!

cachoeira santa barbara goias
Cachoeira Santa Bárbara – Fev. 2020

Importante dizer que é proibido visitar essa cachoeira sem nenhum guia, mas no CAT você consegue um no valor de R$ 100.00 (fev/2020).

Dia 2 CATARATA DOS COUROS

Para chegar na Catarata dos Couros, são 53 km de Alto Paraíso. Sendo 18 km de asfalto e 35 km de terra. A entrada é gratuita, mas vale dar uma gorjeta pros meninos que ficam no estacionamento. Preciso mencionar que é extremamente fácil se perder lá dentro, indico muito um guia especialmente para essa trilha.

A trilha em uma paisagem linda e com muitos pontos incríveis de parada para observar a vista, como a queda e os cânions.

catarata dos couros

Se você for ao Mirante, a trilha fica um pouco mais puxada, pois tem subidas pesadas e bem ingrimes – que inclusive tive que parar algumas vezes para recuperar o folego risos. Ainda assim, indico muito ir ao mirante, a vista é espetacular.

Essa é uma das cachoeiras mais surpreendentes da Chapada, na época da seca as opções de lugares para tomar banho são maiores. Mas ainda assim é um lugar que deve ser visitado em qualquer época.

Vou contar pra vocês, que eu me senti pequena naquela imensidão de água, é surreal e me emociona de lembrar.

Importante: Levem muita água nesse dia, e nao esqueçam do lanche vocês irão precisar comer para recuperar as energias.

catarata dos couros

No fim do passeio nós cruzamos o rio (com ajuda de uma corda) e chegamos a essas belíssimas quedas. Esse lugar é um paraíso, ainda perco o folego só de lembrar.

Pra mim sem duvida é a cachoeira de formação de cascatas mais linda.

catarata dos couros

Dia 3 CACHOEIRA DO SEGREDO

Para chegar na Cachoeira do Segredo você terá que deslocar-se até a Vila de São Jorge. Chegando lá você precisa comprar o ticket de entrada da Cachoeira. O valor é de R$ 35,00 por pessoa. Depois você precisa seguir por mais 15 km de estrada + 5 km até o início da trilha.

A trilha tem o percurso de 8 km (ida e volta) e é praticamente no meio da floresta. A vegetação acaba deixando a cachoeira bem fresquinha pois tem muita sombra. Apesar de ser uma trilha longa não é pesada, praticamente não tem descida apenas alguns percursos onde exige cruzar o rio algumas vezes. O percurso vai margeando o rio e é possível apreciar uma vegetação bem única.

Após a caminhada, o segredo é revelado: uma cachoeira com uma queda linda e enorme.

cachoeira do segredo
Cachoeira do Segredo – tentem nos ver lá embaixo

Assim que chegamos no Segredo, começou a cair um diluvio e ficamos com bastante receio de entrar na água. Como estava em época da chuva, ficamos com medo da tromba d’agua.

No caminho de volta pegamos MUITA chuva, mas confesso que ainda assim foi super especial conhecer essa majestosa queda.

cachoeira do segredo
Look Trilha Com Chuva

Dia 4 CACHOEIRA DO ABISMO + VALE DA LUA + MIRANTE DA JANELA

Iniciamos nosso passeio no Vale da Lua

VALE DA LUA

A Trilha leve são cerca de 1 km de ida e volta, a taxa de entrada é de R$ 20,00 por pessoa.
O Vale da lua é um lugar bem excêntrico, o nome faz jus à superfície lunar. As formações rochosas que são resultado da erosão das águas é no minimo curiosa.

vale da lua

A visita é rápida eu fiquei por lá por volta de 1 hora no máximo pois acabamos não querendo tomar banho.

vale da lua

CACHOEIRA DO ABISMO

Saindo de São Jorge sentido Parque Nacional da chapada.
Deixamos o carro no estacionamento e seguimos um trilha curta de +/- 1 km de descida, paramos na casa do senhor Gumercindo (acho que é esse o nome dele)
Lá ele nos ofereceu um café e nos vendeu a entrada da trilha R$ 15,00.

A Cachoeira do abismo está localizada na trilha para o Mirante da Janela, eu brinquei que é um presente para se refrescar antes de descer para a trilha.

Caminhamos por 1.5 km e enfim chegamos na cachoeira do abismo. Essa cachoeira a primeiro momento parece “minimalista”, pois seu poço e sua queda são relativamente pequenos. Mas a vista que ela tem é inexplicável, quase que uma piscina com borda infinita.

Importante: A cachoeira do Abismo só tem água até o começo de abril. Leve muita água e lanche.

cachoeira do abismo chapada dos veadeiros
Cachoeira do Abismo
cachoeira do abismo chapada dos veadeiros
Cachoeira do Abismo
cachoeira do abismo chapada dos veadeiros
Cachoeira do Abismo
cachoeira do abismo chapada dos veadeiros
Cachoeira do Abismo

MIRANTE DA JANELA

Por fim o mirante da Janela que tem uma vista direto pra uma das cachoeiras do Parque da Chapada dos Veadeiros.

Depois de aproveitar MUITO a cachoeira, iniciamos por mais 1 km de trilha para o Mirante da Janela. A descida é brava (imagine a subida) é uma trilha complexa que não indico nem para crianças e muito menos para adultos. Toda hora somos testados tanto pelo psicológico como pelo físico.
Mas chegando no final, o visual é de arrepiar e de novo nos sentimos pequenininhos perto da monstruosidade que é esse lugar.

Na volta fomos recebidos com melancia geladinha pelo senhor que cuida da entrada, um fofo haha.

mirante da janela chapada dos veadeiros
Nosso guia fazendo a foto corajosa, que nós não tivemos coragem de fazer, risos!
mirante da janela chapada dos veadeiros
mirante da janela chapada dos veadeiros
Aquele momento que nos sentimos pequenos comparado com a imensidão desse lugar

DIA 5 PASSEIO DE QUADRICICLO – CACHOEIRAS ANJOS E ARCANJOS

No nosso último dia de Chapada, resolvemos fazer algo diferente. Alugamos um quadriciclo com o @extreme_cerrado. Fomos até a casa do Gui (dono dos quadriciclos) e de lá seguimos para a Cachoeira Anjos e Arcanjos.

O passeio de quadriciclo é um aventura a parte, são 30 km de estrada de ida e volta para o Moinho – local onde fica as cachoeiras Anjos e Arcanjos. Como dizem os goianos, muitas pirambeiras e muita emoção nesse passeio.

As cachoeiras dos Anjos e Arcanjos ficam em uma propriedade particular. Quando você chegar, será recepcionada por um suíço. Ele cobrará a taxa de entrada R$ 30.00 com o propósito de preservar a região.

Essas duas cachoeiras não estão no roteiro comercial, o que isso quer dizer? Não são as cachoeiras mais divulgadas nos roteiros, por isso é você pode achar difícil de chegar pois não há placas no caminho.

A trilha pra cachoeira TEM MUITA SUBIDA e em alguns lugares você tem precisará pular pedras que são a metade do seu tamanho. Além disso, tem várias plantas que vão te cortando durante o caminho risos.

Quando você chega na cachoeira com toda a certeza o esforço vale a pena, é um paraíso só pra você.

cachoeira anjos e arcanjos
Cachoeira Anjos
cachoeira anjos e arcanjos
Cachoeira Arcanjos

E assim chegou o fim a nossa viagem, apenas muito grata por ter visitado esse lugar. Por fim, eu acredito que todo mundo na vida precisaria conhecer a Chapada. É um lugar único que merece ser visitado.

Espero que tenham gostado do post.

Beijos, Kammy

No Comments

Leave a Reply